Voltar

Hidratação: um ponto chave durante a prova

Olá pessoal! Hoje vamos falar sobre um detalhe que pode ajudar ou prejudicar o atleta durante uma prova: a hidratação. A nutrição esportiva muitas vezes é deixada em segundo plano na rotina do atleta e isso pode representar uma queda significativa na performance. Uma hidratação eficiente faz com que o atleta mantenha sua capacidade física e forneça ao organismo a energia necessária para atingir o melhor rendimento.  

A primeira dica que dou é: procure um profissional especializado! Dependendo da prova que você irá encarar, por exemplo uma ultramaratona aquática ou um Ironman, é fundamental que você reponha os nutrientes com uma frequência maior pois a perda calórica é muito grande e sem um controle eficiente o atleta pode se desidratar rapidamente e ter uma fadiga precoce, ficando sem forças para completar o desafio. 

Em provas mais LONGAS o ideal é que sejam ingeridos pequenos volumes a cada 20 ou 30 minutos. Carboidrato, isotônico ou termogênico? Depende das recomendações do nutricionista e da necessidade corporal. Em provas CURTAS normalmente não existem pontos de hidratação, portanto é muito importante que faça uma hidratação de 30 minutos a 1 hora antes da prova, pois assim não correrá risco de desidratação antes e nem após a prova, o que é muito comum. 

Não existe receita de bolo, cada organismo tem suas necessidades fisiológicas e cada atleta tem sua meta e sua preferência por marcas, sabores e texturas. Para alguns a ingestão de gel, que possuem absorção rápida pelo corpo, é mais eficiente, para outros pode causar um tremendo mal estar. Por isso é essencial testar ANTES todos os alimentos e suplementos, para que você tenha certeza de que seu organismo está adaptado. 

Inclusive, um erro que vejo frequentemente é mudar a hidratação no dia da prova, ás vezes por influência e recomendação de amigos, outras vezes porque a pessoa vê o adversário ou um atleta que se inspira tomando determinado alimento e pensa que se fizer o mesmo terá um rendimento melhor, igual o do outro, mas isso pode ser uma grande armadilha. A ingestão de alimentos ou suplementos diferentes dos quais você está acostumado pode ocasionar problemas estomacais, prender ou soltar o intestino, náuseas e enjoos, o que certamente pode comprometer todo o seu rendimento. Por isso, NÃO TESTE NADA NOVO no dia da prova!! Siga seu planejamento individualizado e que o corpo já está acostumado.  

Uma dúvida muito comum que chega até mim é sobre quando ingerir LÍQUIDOS OU ALIMENTOS SÓLIDOS. Algumas pessoas sentem a necessidade de comer algo sólido em provas mais longas, acima de 5k, enquanto o liquido já é suficiente em provas curtas, uma vez que o atleta fará uma boa hidratação antes. Porém acho que essa questão é muito pessoal, vai da sensação e também necessidade de cada pessoa e organismo. 

ÁGUA SEMPRE!! Não só durante a prova, mas antes também. Perdemos muito líquido com a sudorese, especialmente nos dias mais quentes, onde a temperatura corporal também se eleva e necessita de água para equilibrar. Nos dias mais frios, a tendência é ingerir menos líquido, por isso, precisamos redobrar a atenção para evitar a desidratação precoce. E consuma com moderação para que o corpo consiga absorver e não ficar aquela sensação de bexiga cheia, com vontade de fazer xixi. 

Abraços! E boa prova!!