Voltar

HIPERVENTILAÇÃO: Como salvar sua prova em um momento de estresse

Olá amigos!! Muitos aqui certamente já ouviram falar em hiperventilar em águas abertas! Sair forte demais, não controlar a adrenalina na competição… Isso é muito comum, principalmente nos atletas que disputam suas primeiras provas. Isso pode acabar com todo planejamento e bem estar na prova.  

Hiperventilar é BUSCAR OXIGÊNIO, pois de alguma forma gastamos tudo (ou boa parte) de uma só vez e precisamos recuperá-lo novamente. Imagine que nosso corpo é como um MOTOR de carro: Devemos engatar 1ª marcha, 2ª, 3ª… Caso contrário o motor não entenderá o sinal e vai falhar.

A primeira coisa a fazer nessa situação é MANTER A CALMA!!! É muito comum querer desistir, achar que tudo foi por água abaixo, mas lembre-se: sem oxigênio não podemos viver, portanto a hiperventilação é uma reação instintiva de proteção do seu corpo. Por isso, diminua MUITO o ritmo de nado, nade mais leve, com técnica, controlando a respiração e fazendo-a baixar aos poucos. Em alguns minutos ela vai estabilizar e você poderá recomeçar sua estratégia para terminar bem a prova. Esta é uma grande vantagem de nadar em águas abertas, quando erramos temos tempo de acertar e corrigir. 

Uma forma de se preparar para esse tipo de situação é realizar TREINOS em ritmo de largada, sem hiperventilar, nadado forte até o ponto em que a respiração não aumente demais. Trabalhe mais na força do movimento e menos no giro de braçadas. Você estará mais descansado, portanto sua eficiência será igual, porém com menos desgaste. 

Outra dica é manter esse ritmo de largada apenas até encontrar o pelotão ou até sair da “bagunça” da largada, onde encontrará seu espaço. Após este período, reduza aos poucos o ritmo e entre no SEU ritmo de prova, que foi treinado e repetido diversas vezes no dia a dia.

Lembre-se de não fazer além do que treinou. O corpo entende as mensagens que são enviadas e qualquer estímulo diferente pode trazer desconforto e até a desistência no momento da prova. 

Espero que gostem dessa dica e mesmo quando não passarem por isso mas observarem algum amigo com o mesmo tipo de problema, possam ajudá-lo. 

Abraços