Voltar

Por que usar materiais de treino?

Samir Barel com equipamento da Swim Haus

Muitas pessoas ainda tem objeções em treinos com pé de pato, prancha, palmar, flutuador… Mas utilizar materiais de treino tem vários benefícios. Primeiro, foge um pouco da mesmice de nadar crawl, que ocupa 80, 90% do treino. Temos uma variação no estímulo e isso acaba se tornando motivante.

Muitos não sabem mas é os materiais ajudam muito para simular estratégia de prova. Por exemplo: nado o começo da série com palmar, para estimular mais a força, igual na largada. Depois faz o treino sem o palmar, para manter um ritmo mais confortável e no terceiro quarto do treino pode colocar um flutuador para trabalhar, por exemplo, uma frequência de braçada maior, quando você está tentando ultrapassar um adversário. Na parte final do treino, coloca o pé de pato para trazer mais força e velocidade na pernada, igual o sprint final de uma prova.

Além disso, os materiais são ótimos para propriocepção, correção de técnica, ganho de força… Mas fique ligado para usar o material de maneira correta, senão ele pode tornar lesivo e comprometer toda a preparação. O uso do material gera uma resistência a mais para as articulações (palmar nos braços e ombros, flutuador na lombar, nadadeira nos joelhos e tornozelos), portanto se não tomar cuidado com a força e a intensidade, pode machucar.

Cuidado para não viciar. Ele facilita a vida do nadador, trazendo mais mobilidade, porém não pode ser utilizado na prova. Então use com objetivo bem definido e também não se renda ao comodismo, por exemplo: não estou fazendo tempo, estou cansado, vou colocar a nadadeira pra ir mais rápido. Errado! pode ocasionar uma lesão. O corpo já está pesado e você ainda vai colocar uma sobracarga em algum músculo… Então tem que ser controlado.